Terror no Apartamento 13

Hoje o nosso personagem é um homem diferente que gosta de escrever a sua própria história conheçam a estória de Tony.

Num grande condomínio dividido em vários residenciais havia o apartamento 13 na rua sete. Jamais foi comprado ou alugado por ninguém, os vizinhos sempre que passavam em frente a porta juravam ouvir passos nesse apartamento em vários horários e principalmente à noite. O sindico do condomínio nunca recebeu qualquer proposta e quando tentou apresentar o apartamento para um cliente, a chave não conseguiu abrir a porta. Após exatos sete meses sem qualquer oferta pelo apartamento o sindico resolveu ficar com o apartamento. Quando ele foi tentar abrir a porta a chave se quebrou, um chaveiro logo foi chamado, a vizinhança do local chamava o apartamento treze de o apartamento fantasma. Por que ninguém jamais entrou no apartamento e sempre que se tentava algo ruim acontecia e para piorar a fama, as pessoas diziam ouvir passos no apartamento durante a madrugada.

O chaveiro finalmente chega no local e começa o trabalho, várias tentativas foram feitas e todas fracassaram. O sindico resolveu ficar no apartamento ao lado para tentar investigar o que há nesse apartamento. A madrugada se aproxima e a tensão toma conta de todos no corredor, o sindico por sua vez fica de frente a porta 13, a espera de algum sinal qualquer coisa. Horas se passaram e as pessoas nada verificou de estranho, já era muito tarde e todos foram para suas casas. Mas o sindico não saiu e após alguns minutos adormeceu no chão. Depois de quase duas horas dormindo ele despertou com um barulho estranho, parecia uma voz, ou melhor várias vozes. O sindico se levantou devagar e colocou o ouvido na porta treze, quando de repente algo ocorre! O seu rosto foi se somando a porta como se estivesse sendo sugado, aglutinando a sua pele com a porta. Após alguns minutos ele desapareceu por completo restando apenas o seu anel de casamento nos pés da porta 13.

No dia seguinte em meio ao auditório todos os moradores estão aguardando a chegada do sindico que não aparece para reunião. Marli uma das mais antigas moradoras resolve procura-lo na sua casa. Ao chegar na casa do sindico ela ver a porta aberta. Muito desconfiada ela entra e verifica que não há ninguém por lá. Saindo da casa do sindico ela passa de frente a porta treze e tropeça na aliança no chão. Mais esse anel é do sindico, como parou aqui? Disse Marli. De volta para o auditório Marli conta sobre o ocorrido, os demais moradores assustados com o desaparecimento do sindico afirmam de que tudo isso que está acontecendo vem do apartamento treze.  Após muita discussão todos resolvem ir até o local e quando chegam tem uma surpresa. A porta do apartamento treze está selada e parece com uma capa de livro, contendo no meio um símbolo estranho com uma caveira. Os moradores muito assustados se distanciam da porta, e lâmpadas começam a estourar, as demais portas dos outros apartamentos se fecham, gargalhadas são ouvidas por todo o corredor.

De repente vultos cadavéricos surgem por toda parte, flutuando em círculos de frente a porta treze formando um espiral, quando lentamente a porta treze se abri desabrochando uma forte luz.

Os moradores assistem a tudo desesperados, Marli muito nervosa joga à aliança do sindico próximo a porta, minutos depois um braço surge em meio a luz e pega o anel. O pânico toma conta das pessoas. Após algumas horas com a porta aberta o apartamento treze se fecha lentamente até se trancar totalmente. As demais portas se abrem, e os moradores vão apavorados para suas casas.

No dia seguinte no auditório os moradores decidem ir embora do condomínio e com a maioria dos votos todos se preparam para a mudança quando a porta do auditório se abre bruscamente. Era o espectro do sindico andando em direção aos moradores, com uma voz roca ele dizia que todos deveriam ficar para acabar de ler a estória e pôr um fim na maldição do apartamento treze.

Marli muito assustada pergunta: Que estória você está falando? Disse Marli com muito medo. 

Quando havia muitos homens trabalhando na obra desses apartamentos, um grupo de ajudantes de obra se reunião para descansar. Apenas um deles não se reunia com os demais. Ele andava com um caderno de anotações e sempre que podia escrevia suas estórias. Dizem que ele sofreu um acidente na obra e morreu soterrado e nunca foi encontrado o seu corpo. Mais quem é essa pessoa? Perguntam os moradores. Ele se chamava Tony, dizem que suas estórias eram assustadoras e no dia de sua morte minutos antes no horário de descanso ele tentava finalizar o que seria a sua última estória mais não conseguiu por conta de seus colegas que lhe perseguiam o dia todo por ele ser diferente. Mais como é possível isso? Pergunta Marli.

Vocês precisam me ajudar ele me prendeu no mundo dos mortos e não vai me deixar sair até que a sua estória seja finalizada.

Mais como finalizar a estória se não sabemos qual é? Disse Marli.

Vamos até o apartamento e lhe mostrarei a estória, Marli segue na companhia fantasmagórica do sindico junto com alguns moradores. Chegando na porta do apartamento treze Marli aguada a estória de Tony. Um forte vento assopra por todo o corredor quando a porta se abre e sai do apartamento um homem segurando um caderno velho. Andando em direção a Marli o espectro lhe oferece o caderno e um lápis. Mentalmente Marli ouvi uma mensagem: Acabe minha estória, e deixarei seu amigo sair daqui.

Marli ler a estória e se emociona, mais como é possível? Essa estória é tudo o que nós vivemos aqui! Como você escreveu tudo isso no passado? O espectro de Tony continua de frente a porta à espera da finalização de sua estória. Vamos escreva logo! Disse Tony para Marli.

Marli escreve a estória e quando chega na última frase escrita algo acontece: A porta do apartamento treze se transforma num buraco negro sugando o espectro de Tony e se fecha bruscamente. Marli cai de costas no chão e diz: Ele planejou tudo desde o início até mesmo a sua morte, ele é um louco. Agora ele ficara preso no inferno e espero que não retorne mais. Será?


Fim

Autor da estória: Lúcio Soares

Terror no apartamento 13 - parte 2

Postagens mais visitadas deste blog

Lendas de Rouxinol...

Terror no Apartamento 13 - parte Final - Outras revelações

Brincadeiras Perigosas

Divindade Infernal

Terror no Apartamento 13 - parte 3 - Decifrando o Mistério

Homem australiano é morto por uma rara especie de crocodilo albino

A Decodificação de Venitus - parte 2

Um crime quase perfeito. Se não fosse...

O Herdeiro maldito